Conhecendo Deus (Teontologia)

Conhecendo Deus (Teontologia)

O primeiro aspecto a ser considerado é que Deus deseja ser conhecido. Para isso utilizou uma maneira de se comunicar chamada revelação. Ela pode ser dividida em duas:

Revelação Geral (Teologia Natural) : Inclui tudo que Deus revelou no mundo à nossa volta, incluindo o próprio ser humano. Apresenta evidências da existência de Deus, mas não é suficiente para a salvação.

Revelação Especial (Teologia Revelada) : É o que Deus revelou especificamente nas Escrituras, por meio dos profetas. Ela pressupõe a existência de Deus, sendo requisito para a salvação.

A REVELAÇÃO DE DEUS

REVELAÇÃO GERAL

  • Atinge todas as pessoas (Mt 5.45; At 14.17).
  • É geral, não fazendo distinção (Sl 19.2).
  • Usa meios universais para sua percepção, como o testemunho da criação (Sl 19.4-6) e a consciência humana (Rm 2.14-15)

MEIOS DA REVELAÇÃO GERAL

  • Pela Criação (argumento cosmológico) : Todo efeito vem de uma causa. Tudo que existe tem de ter sido formado a partir de uma causa pré-existente.
  • Pela Ordem do Universo (argumento teleológico).: O Universo demonstra ter ordem e um propósito. É necessário um criador com um propósito definido que tenha criado tudo com a ordem que existe
  • Pela Criação do Homem (argumento antropológico) : A existência do homem como um ser moral, intelectual e religioso, diametralmente oposto ao restante da criação, aponta para um criador também moral, intelectual e espiritual que lhe tenha dado origem
  • Pelo Seu Próprio Ser (argumento ontológico) – Se temos a ideia ou a noção de um Ser Perfeito e de que para ser perfeito ele tem de existir, logo, o Ser Perfeito deve mesmo existir.

CONTEÚDO DA REVELAÇÃO GERAL:

  • A glória de Deus (Sl 19.1).
  • Seu poder para realizar criação (Sl 19.1).
  • Sua supremacia (Rm 1.20).
  • Sua natureza divina (Rm 1.20).
  • Seu controle providencial da natureza (At 14.17).
  • Sua bondade (Mt 5.45).
  • Sua inteligência (At 17.29).
  • Sua existência (At 17.28).
  • OS ATRIBUTOS DE DEUS

    Deus não pode ser totalmente compreendido pela mente humana.  Portanto, a teologia o faz de forma limitada, canalizando as qualidades de Deus, ou seus atributos. Baseia-se que ele revelou a seu respeito nas Escrituras. Tais descrições apontam igualmente para o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

    CATEGORIAS

    A) Atributos naturais e morais

    São assim chamados os que envolvem sua essência (ex.: eternidade, imutabilidade) e seus atributos morais (ex.: santidade, justiça).

    B) Atributos incomunicáveis e comunicáveis

    Os atributos incomunicáveis são aqueles exclusivos de Deus. Apenas ele tem essas qualidades e elas não podem ser transmitidas (comunicadas) a nenhum ser criado. Deus não compartilha tais atributos com o homem. Por sua vez, os atributos comunicáveis foram impressos na humanidade na criação.

    Texto retirado do curso básico de teologia grátis no portal Certificado Cursos Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *